Outras ações

Comissão Mista Permanente de Combate à Violência Contra a Mulher

Instalada em março de 2015, Keiko Ota foi eleita, por aclamação, para a vice-presidência. Composta de 10 senadores e 27 deputados, o colegiado foi uma das reivindicações da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da Violência contra a Mulher. Entre outros pontos, tem como finalidade apresentar propostas para a consolidação da Política Nacional de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres, além de buscar possíveis falhas nas ações e serviços de seguridade social e na prestação de segurança pública e jurídica à população feminina vítima de violência. “Como vice-presidente, quero e pretendo trabalhar para aprofundar o trabalho iniciado na CPMI, de modo a assegurar direitos efetivos às mulheres vítimas”, diz Keiko Ota.

Leia mais

Procuradoria da Mulher

Integrante da bancada feminina da Câmara dos Deputados desde o seu primeiro mandato, Keiko Ota sempre procurou incentivar a participação feminina na política. Eleita em março de 2015 para o posto de segunda procuradora adjunta, ela pretende zelar pela maior presença das deputadas nas decisões que digam respeito à Câmara, além de dar continuidade ao trabalho desenvolvido na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da Violência contra a Mulher. “A defesa incondicional dos direitos da população feminina é uma luta constante minha. Temos de buscar a igualdade socioeconômica de gênero, além de combater todo e qualquer tipo de violência que seja cometida contra nós. Um caminho para isso é fortalecer a participação das mulheres na política e nas decisões da Câmara dos Deputados”, diz.

Leia mais

Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio

Atual vice-presidente e integrante pela primeira vez da Comissão, a deputada federal Keiko Ota reconhece o importante papel desse colegiado no debate, formulação e aprovação de propostas que ajudem o Brasil a retomar o rumo do desenvolvimento social e econômico: “Trata-se de uma grande tarefa, ainda mais diante da crise que estamos enfrentando, resultado direto das falhas provocadas pelo governo federal. Daí o meu empenho para que possamos superar os desafios e apontar caminhos para que a indústria, o comércio e o setor de serviços voltem a crescer de forma dinâmica e sem sobressaltos.”

Leia mais

Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado

Somente com leis mais duras é que será possível combater a violência, a criminalidade e a impunidade. Esse é o motivo pelo qual Keiko Ota integra, como titular, essa Comissão. Ela também foi membro do colegiado em seu primeiro mandato. “Participar dessa Comissão é um reconhecimento ao trabalho que venho desenvolvendo a favor de leis mais duras, como a reforma do Código Penal, para termos punições rigorosas para os crimes hediondos e contra a vida”, afirma.

Leia mais

Comissão de Direitos Humanos e Minorias

“Precisamos assegurar paz, justiça e direitos humanos para todas as pessoas. Como titular dessa Comissão, pretendo debater e lutar por propostas que garantam tais direitos à sociedade, sem qualquer tipo de preconceito”, diz Keiko Ota. Ela também integrou esse colegiado em seu primeiro mandato parlamentar.

Leia mais

Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania

Entre as atribuições da Comissão está a análise da legalidade de todos os projetos que dão entrada na Câmara dos Deputados. É o colegiado que também avalia a admissibilidade das propostas de emenda à Constituição (PECs). “O Brasil tem muito ainda a avançar para conquistarmos e vivermos em uma sociedade mais igualitária. Para tanto, precisamos ter o máximo de cuidado para compreendermos as iniciativas que se encontram em debate na Câmara, o que faz o trabalho dessa Comissão ser de fundamental importância para o futuro do nosso país”, aponta Keiko Ota, que integra o colegiado na condição de suplente.

Leia mais
1 2