Presidente do Grupo Parlamentar Brasil-Japão, Keiko Ota apresenta Exposição sobre Hiroshima e Nagasaki

Exposição Hiroshima e Nagasaki – do Fim ao Renascimento, uma travessia de Perdão e Cultura de Paz

Exposição Hiroshima e Nagasaki - Presidente do Grupo Parlamentar Brasil-Japão, Keiko Ota apresenta Exposição sobre Hiroshima e Nagasaki
Do dia 4 a 15 de junho, a Câmara dos Deputados apresenta a Exposição Hiroshima e Nagasaki – do Fim ao Renascimento, uma travessia de Perdão e Cultura de Paz, em comemoração aos 110 anos da imigração japonesa no Brasil. A mostra, de curadoria da primeira-dama do Distrito Federal, Márcia Rollemberg, foi promovida pelo Grupo Parlamentar Brasil-Japão, da Câmara dos Deputados, com o apoio do Hiroshima Peace Memorial e da Fundação João Mangabeira (FJM).

A presidente do Grupo Parlamentar Brasil-Japão, deputada federal Keiko Ota (PSB-SP), afirmou que o intuito da exposição é trazer o exemplo do povo japonês que transpôs a uma bomba atômica. “Isso significa que é possível transpor inúmeras barreiras, principalmente as sociais, políticas e econômicas. A própria natureza se encarrega de corrigir o destino. O universo busca o ponto de equilíbrio pelo perdão”, disse.

Outro fator importante é estreitar os laços de amizade que unem o Brasil e o Japão. “Precisamos apoiar e preservar a tradição da cultura oriental junto às comunidades nipo-brasileiras, uma vez que o Brasil abriga a maior comunidade nikkei do mundo”, lembrou Keiko.

A abertura da exposição contou com a presença de autoridades, entre eles o embaixador do Japão no Brasil, Akira Yamada, que discursou contra as armas nucleares. “Essa exposição contribui com a luta do Japão em prol da extinção das armas nucleares”, afirmou. Yamada ainda lembrou que o seu País foi o único vítima de um ataque nuclear e por isso trabalha pelo banimento das armas atômicas como dever ao povo vítima de uma bomba.

O presidente da Fundação João Mangabeira, Renato Casagrande, justificou o apoio da instituição como forma de alertar a sociedade brasileira e sempre relembrar as atrocidades que causam uma guerra e a insanidade que leva o ser humano a praticar em um momento de disputa bélica.

“A outra mensagem que está embutida é a capacidade de renascer e dar a volta por cima. Que nós relembremos aqui a necessidade de por fim as armas nucleares, as armas químicas, as armas de destruição e que a paz seja um compromisso de toda sociedade mundial”, pediu.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, aproveitou o momento para ressaltar a importância da diplomacia

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, aproveitou o momento para ressaltar a importância da diplomacia parlamentar. “Muito do que se constrói é através dessa relação. É assim que conseguimos aprofundar as nossas relações com os imigrantes e ampliar os nossos laços culturais, sociais e econômicos”.

A exposição é gratuita e está localizada no Espaço Mário Covas, Anexo II, da Câmara dos Deputados.

Serviço:
Exposição: Hiroshima e Nagasaki – do Fim ao Renascimento, uma travessia de perdão e cultura de paz
Dias: 4 a 15 de junho
Horários: Segunda e sexta: de 9h00 às 18h00 Terça a quinta: de 10h00 às 20h00
Local: Espaço Mário Covas, Anexo II, Câmara dos Deputados (acesso pela via S2).